Últimas Notícias:

Penitenciárias de Alcaçuz e Rogério Coutinho são interditadas

Postado por Lucas Tavares , quarta-feira, 27 de maio de 2015 | 05:54


O juiz criminal José Ricardo Arbex, que atua na vara de Execuções Penais da comarca de Nísia Floresta desde a semana passada, interditou hoje (26) a Penitenciária Estadual de Alcaçuz e o presídio Rogério Coutinho Madruga, mais conhecido como pavilhão 5.

Os apenados das duas unidades terão que ser transferidos para Cadeias Públicas e Centros de Detenção Provisória (CDP). O motivo seria a capacidade.

A informação foi confirmada na noite de hoje, através das redes sociais do juiz Henrique Baltazar. “Juiz Arbex interditou a Penitenciária de Alcaçuz. Presos condenados terão que ficar ilegalmente nas cadeias públicas e CDPs”, escreveu em sua página oficial no Twitter.

As penitenciárias só voltam a receber presos quando suas capacidades, definidas por decreto, forem efetivadas.

Procurada pela reportagem do Nominuto, a Secretaria de Justiça e Cidadania do Estado do Rio Grande do Norte (Sejuc), por meio da assessoria de comunicação, confirmou a interdição nos presídios e ressaltou o trabalho de recuperação que vem sendo realizando pela pasta. “O trabalho de recuperação e adequação continua em toda estrutura. O pavilhão 4 já foi entregue. O Governo do Estado vai recorrer da decisão através da Procuradoria Geral do Estado”, diz a nota.

Fonte: 190RN

Mais de 30 ônibus são abordados em bairros da zona Sul de Natal


O 5º Batalhão de Polícia Militar (5º BPM) responsável pelo policiamento da zona Sul de Natal, compreendendo bairros como Ponta Negra, Neópolis, Cidade Satélite, Lagoa Nova, Candelária, entre outros, realizou no fim da tarde e início da noite desta terça-feira (26) mais de 30 abordagens a transportes coletivos em Natal.

A ação de saturação realizada pelo 5º BPM visa coibir os assaltos a transportes urbanos, nas áreas consideradas mais críticas, segundo os dados estatísticos registrados pela Coordenadoria de Informações Estatísticas e Análises Criminais (Coine) da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed).

As barreiras policiais desta terça-feira foram concentradas nos bairros Planalto e Pitimbu. Outros Batalhões da Polícia Militar também intensificaram as abordagens em outros pontos da cidade.

Assessoria Sesed

Estudante sofre tentativa de homicídio em Macaíba no momento que conversa com amigos.

Postado por Zé Carlos , terça-feira, 26 de maio de 2015 | 20:54




Na noite desta Terça-feira (26) às 19h40m na rua Heráclito Vilar foi marcada pela a violência. 

Um estudante por nome de Junior Matheus estava conversando com amigos sentado em uma calçada, quando dois homens em uma moto de modelo não identificado, se aproximaram e o garupa portando uma arma de fogo efetuou alguns disparos. Junior Matheus sofreu um tiro na região das costas e foi socorrido por um veiculo particular até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Macaíba. 

Já os homens que foram responsáveis por este atentado fugiram sem serem identificados. A Policia Militar do 11ºBPM foram acionados e já estão em diligencias.

Fonte Connect Tv

Ex-prefeita de Natal e mais 10 réus serão ouvidos pela Justiça Federal


O juiz federal Walter Nunes da Silva Júnior, titular da 2ª Vara Federal, começa a ouvir, na tarde desta terça-feira (26), os depoimentos de testemunhas e réus da Operação Assepsia, , deflagrada em junho de 2012, que denunciou um suposto esquema de corrupção dentro da Secretaria de Saúde da Prefeitura de Natal. A ex-prefeita Micarla de Sousa é uma das acusadas pelo Ministério Público Federal.

Na tarde desta terça serão ouvidas 13 pessoas arroladas como testemunhas. Nesta quarta (27) serão colhidos os depoimentos das testemunhas de defesa e, na quinta-feira (28), estão agendados os interrogatórios dos réus.

Como réus, além de Micarla, também devem ser ouvidos o ex-marido dela, Miguel Henrique Oliveira Weber, e os demais denunciados de participação no suposto esquema: Bruno Macedo Dantas, Alexandre Magno Alves de Souza, Thiago Barbosa Trindade, Francisco Assis Rocha Viana, Carlos Fernando Pimentel Bacelar Viana, Thobias Bruno, Annie Azevedo da Cunha Lima, Anna Karina Cavalcante da Silva e Antônio Carlos Soares Luna.

Operação Assepsia

Deflagrada em 27 de junho de 2012, a Operação Assepsia desarticulou um esquema de desvio de recursos públicos envolvendo a Prefeitura de Natal, através da Secretaria Municipal de Saúde, organizações sociais para a administração da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Pajuçara e os chamados Ambulatórios Médicos Especializados (AMEs) por meio de fraudes nos processos de qualificação e de seleção das entidades.

Os contratos com as entidades foram anulados pela Justiça. De acordo com as investigações, as organizações contratadas inseriram despesas fictícias nas prestações de contas apresentadas à Secretaria Municipal de Saúde como uma das formas de desviar recursos públicos.
Condenações

Em abril do ano passado o juiz da 7ª Vara Criminal de Natal, José Armando Ponte Dias Junior, condenou três envolvidos na Operação Assepsia. Foram condenados em primeira sentença o advogado e ex-procurador do município de Natal Alexandre Magno Alves de Souza e os empresários, representantes da Associação Marca, Rosimar Gomes Bravo e Antônio Carlos de Oliveira Júnior. Ambos recorreram da decisão e respodem em liberdade.

Alexandre Magno foi condenado a 4 anos e oito meses de reclusão, mais 160 dias-multa, por crime de corrupção passiva. O regime inicial de cumprimento da pena privativa de liberdade é o semiaberto. Em razão da condenação pelo crime cometido, o juiz também determinou ao réu a perda do cargo efetivo de procurador do município.Para Rosimar Bravo, o magistrado fixou pena definitiva de 3 anos e seis meses de reclusão e de 120 dias-multa, por corrupção ativa. Com pena menor, o juiz substituiu a pena privativa de liberdade por duas restritivas de direito, sendo a prestação de serviços à comunidade junto à entidade escolhida pela Justiça no Rio de Janeiro, e a prestação pecuniária em favor de entidade filantrópica sediada no município de Natal, fixada no valor de R$ 20 mil. Por último, foi condenodo a 3 anos de reclusão e 100 dias-multa o empresário Antônio Carlos de Oliveira Júnior . O magistrado também substituiu a pena privativa de liberdade por duas restritivas de direito, sendo a prestação de serviços à comunidade junto à entidade escolhida pela Justiça no Rio de Janeiro, e a prestação pecuniária no valor de R$ 15 mil para entidade filantrópica aqui de Natal.

Lorena Unhas em São Paulo do Potengi/RN

PUBLICIDADE:

Pensou em ir pra festa? Mas não sabe com quem faz a Unhas? Então, esta esperando o quer? Venha agora mesmo em Lorena Unhas, em Lorena Unhas você encontra um Ambiente Agradável, Bom Atendimento e Muito Mais. Ficamos Localizado na Rua: Antonio de Oliveira Azevedo(Bairro Assunção/Antigo Matadouro). Ligue e Agende sua Visita.

Confira Algumas Unhas Feitas por Lorena Unhas:



Casos suspeitos de dengue chegam a 19 mil no RN



A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), através do Programa Estadual de Controle da Dengue, emitiu nesta terça-feira (26), mais um boletim com a análise da situação da dengue no Rio Grande do Norte. De janeiro até o último dia 16 de maio foram notificados 19.153 casos suspeitos de dengue, o que representa um aumento de 277,70% em comparação com o mesmo período do ano passado. Do total de notificações, 2.480 casos foram confirmados através de exames laboratoriais.

Os municípios que mais notificaram casos suspeitos de dengue foram: Natal (5.140 casos suspeitos), Parnamirim (1.165), Mossoró (873), Ceará-Mirim (755) e Caicó (715). O número de óbitos confirmados desde o início do ano até agora é de dois casos: um em Natal (no mês de janeiro) e outro em Montanhas (no mês de março).

O Programa Estadual de Controle da Dengue (PECD) da Sesap continua realizando visitas técnicas aos municípios, para orientar as ações de prevenção e combate a doença. Desde o início do ano os carros-fumacê (operação UBV) já estiveram em 23 municípios do estado e, neste momento, estão sendo realizadas operações nos municípios de Natal, Parnamirim, Caicó, Nova Cruz e Caraúbas.

De acordo com Silvia Dinara Pereira, coordenadora do PECD, “os carros-fumacê não são uma medida preventiva. Eles só são utilizados quando já há uma epidemia instalada. É muito mais difícil eliminar com inseticida o mosquito que já está voando do que a larva que está praticamente imóvel no criadouro. Então, a prevenção deve começar com cada um de nós, colaborando e supervisionando seu próprio imóvel, além de não jogar lixo nas ruas. Agora são três motivos para redobrar os cuidados – dengue, chikungunya e zika - e a prevenção é a nossa principal arma”.

Dessa forma, a Sesap orienta para que a população intensifique as medidas de prevenção, entre elas: não acumular lixo em locais inapropriados e manter a lixeira fechada, manter as caixas d’água e outros recipientes de armazenamento de água fechados; não deixar água acumulada sobre a laje ou calhas; colocar areia nos vasos das plantas, entre outras.

Fonte: Nominuto.com

Belfort pede desculpas a brasileiros por derrota: ‘Voltarei com força!’



O brasileiro Vitor Belfort usou as redes sociais para lamentar a derrota deste sábado para Chris Weidman, na luta que manteve o americano como campeão dos pesos médios do UFC, em Las Vegas, nos Estados Unidos. Na noite desta segunda-feira, Belfort contou que foi recebido com muito carinho por seus três filhos e pediu desculpas aos brasileiros por não ter conquistado o cinturão.

O brasileiro citou o início da luta, quando esteve perto de nocautear o campeão, mas lamentou a reação de Weidman e o fim do combate ainda no primeiro round. “Eu sou sempre feliz, mas confesso a vocês que ainda estou triste com a minha performance no UFC 187. Estava indo muito bem. Gostaria de agradecer por todo o carinho da minha família, amigos, meu time, meus patrocinadores e meus fãs. Eu amo vocês, mas agora preciso relaxar e ficar com minha esposa Joana Prado e filhos. Voltarei com muita força! Peço perdão por não trazer a vitória para meu povo brasileiro e a todos estrangeiros que fazem parte do meu time e torcem por mim”, escreveu, em um trecho de sua postagem no Instagram.

Um pouco mais cedo, Belfort havia exibido uma foto da recepção de seus três filhos, com bexigas e sorrisos no rosto, no retorno ao lar. “Meus filhos me receberam assim. Eu amo minha família, como é bom ter uma família de verdade. Davi, Vitoria e Kyara, papai ama vocês. Da próxima vez eu vou trazer a vitória de presente”, prometeu o lutador de 38 anos, que não conquista um cinturão do UFC desde 2004.

Fonte Jornal de Hoje

Justiça condena Cerveró a 5 anos de prisão por lavagem de dinheiro



O juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos processos da Operação Lava Jato na 1ª instância, condenou nesta terça-feira o ex-diretor da Área Internacional da Petrobras Nestor Cerveró a cinco anos de prisão, em regime fechado, pelo crime de lavagem de dinheiro. O ex-dirigente da estatal também foi penalizado a pagar multa de cerca de 108.000 reais.

Segundo a denúncia apresentada pelo Ministério Público, Cerveró tentou esconder que utilizou recursos ilícitos na compra de um apartamento avaliado em 7,5 milhões de reais, na Zona Sul do Rio de Janeiro. A negociata para a aquisição do imóvel foi revelada por VEJA.

Entre os processos a que responde por participação no escândalo do petrolão, o Ministério Público Federal acusou Cerveró de utilizar o cargo na estatal para favorecer contratações de empreiteiras e, em troca, receber propina. Segundo a denúncia, o lobista Fernando Soares, conhecido como Fernando Baiano, atuava como operador financeiro da Diretoria Internacional da Petrobras e recolhia propina tanto para Cerveró quanto para políticos ligados ao PMDB. Na parceria com o ex-diretor da petroleira, Baiano, com o aval de Cerveró, enviava a propina para contas no exterior em nome de empresasoffshores situadas no Uruguai e na Suíça.

A movimentação financeira incluía ainda o retorno de parte dos recursos ao Brasil por meio da simulação de investimentos diretos na empresa brasileira Jolmey do Brasil Administradora de Bens Ltda – na verdade uma filial da offshore uruguaia Jolmey. As duas empresas eram de propriedade de Cerveró, mas eram administradas por laranjas. Em setembro do ano passado, VEJA revelou que o dúplex de 7,5 milhões de reais – e que virou a principal prova, neste processo, de que o ex-dirigente lavava dinheiro – pertencia, na verdade, à Jolmey.

Ao longo da Operação Lava Jato, a Polícia Federal reuniu provas de que Cerveró era o verdadeiro dono da offshore Jolmey e de que movimentou milhões de reais para comprar e reformar o seu apartamento na Zona Sul do Rio de Janeiro. Em depoimento aos investigadores, o advogado Marcelo Mello confirmou a negociata e disse que foi procurado há sete anos por Cerveró e por Algorta para montar uma subsidiária brasileira da Jolmey Sociedad Anonima. Desde o início das investigações, Cerveró negava qualquer participação na criação da offshore. Em alegações finais apresentadas ao juiz Sérgio Moro, o advogado Edson Ribeiro, responsável pela defesa do ex-diretor, ainda defendia a legalidade da aquisição do apartamento de luxo.

Para o Ministério Público, porém, Cerveró sempre utilizou o apartamento como mecanismo de lavagem de dinheiro do petrolão. O imóvel de cobertura no bairro de Ipanema foi adquirido pela Jolmey do Brasil por cerca de 1,5 milhão de reais, reformado por 700.000 reais e ficticiamente alugado ao ex-diretor da Petrobras por apenas 3.650 reais, valor cinco vezes menor que os preços de mercado.

Na sentença desta terça-feira em que condena o ex-diretor da Petrobras, o juiz federal Sérgio Moro, que já havia determinado o sequestro do apartamento, afirma que, depois da alienação, o imóvel deverá ser vendido e os recursos da transação deverão ser repassados à Petrobras.

Fonte: Veja

Secretaria estadual de Saúde já registrou mais de 19 mil casos de dengue no RN


A secretaria estadual de Saúde, através do Programa Estadual de Controle da Dengue, emitiu nesta terça-feira (26) mais um boletim com a análise da situação da dengue no Rio Grande do Norte. 

De janeiro até o último dia 16 de maio foram notificados 19.153 casos suspeitos de dengue, o que representa um aumento de 277,70% em comparação com o mesmo período do ano passado. Do total de notificações, 2.480 casos foram confirmados através de exames laboratoriais.

Os municípios que mais notificaram casos suspeitos de dengue foram: Natal (5.140 casos suspeitos), Parnamirim (1.165), Mossoró (873), Ceará-Mirim (755) e Caicó (715). O número de óbitos confirmados desde o início do ano até agora é de dois casos: um em Natal (no mês de janeiro) e outro em Montanhas (no mês de março).

Fonte Robson Pires